terça-feira, 30 de abril de 2013

DCS - Noel Rosa e Floripa

Nova coluna De Carona com o Samba audiovisual.



Não deu e incluir a música "Vitória" (Noel Rosa e Nonô) no vídeo. Para baixar, clique aqui.
http://divshare.com/download/24052819-32f

Para baixar a música "Até amanhã" (Noel Rosa), clique aqui.
http://divshare.com/download/24052819-32f

terça-feira, 23 de abril de 2013

Samba da traição

Lembrei de alguns sambas sobre traição de amigo com mulher.


Assim não é legal
(Noel Rosa de Oliveira)

Quando eu passo pela porta do seu barracão
Ouço uma voz que atormenta o meu coração
Que diz que você me ama
Por isso me chama
Mas a deslealdade não vive comigo
Eu não posso trair um grande amigo

A ele tenho grande consideração
Não é possível uma traição
A este grande amigo eu serei leal
Ela anda errada
Assim não é legal


Com lealdade
(Alberto Lonato)

Fita os olhos da mulher que eu adoro
E não posso confessar o meu sofrer
Prefiro sacrificar minha amizade
Mas não quero ser falso a alguém que me trata
Com lealdade, com lealdade

Tenho feito investidas pra me declarar
Trazendo escritas palavras bem ditas e na mão meu chapéu
Mas quando me aproximo os olhos me embaçam
Eu não posso ser falso a um amigo fiel
Fita os olhos da mulher...


Sim
(Cartola / Oswaldo Martins)

Sim
Deve haver o perdão para mim
Se não, nem sei qual será o meu fim
Para ter uma companheira até promessas fiz
Consegui um grande amor, mas eu não fui feliz
E com raiva para os céus os braços levantei, blasfemei
Hoje todos são contra mim

Todos erram nesse mundo
Não há exceção
Quando voltam à realidade
Conseguem perdão
Porque é que eu, Senhor
Que errei pela vez primeira
Passo tantos dissabores
E luto contra a humanidade inteira?


Samba da traição
(Chico Santana)

Quem vê cara não vê coração
Um sorriso também pode ser uma traição
Cristo também foi traído
Por Judas, fingindo ser amigo
Com tanta ternura um beijo na testa lhe deu
E por 30 dinheiros lhe vendeu

Com um sorriso Cristo recebeu o beijo de ironia
Dando a impressão que nada sabia
Judas estremeceu ao ouvir sua voz:
"Existe um traidor entre nós!"

terça-feira, 16 de abril de 2013

Cartola bagunceiro

A cada quinzena eu vou criar um vídeo para acompanhar minha coluna no Jornal O Carona, distribuído quinzenalmente às terças nos terminais de ônibus de Floripa.

Esse primeiro vídeo é um piloto, pra ver se dá certo.



A coluna dessa semana é essa:

sábado, 13 de abril de 2013

Nelson Cavaquinho e Noel Rosa

Taí uma combinação que nunca me passou pela cabeça.

Mas pensemos:

Noel Rosa nasceu em 1910.
Nelson Cavaquinho nasceu em 1911.
Noel Rosa era amigo de Cartola.
Nelson Cavaquinho era amigo de Cartola.
Noel Rosa andava muito em Mangueira.
Nelson Cavaquinho andava muito em Mangueira.
Noel Rosa fez samba junto com Cartola.
Nelson Cavaquinho fez um samba junto com Cartola.

E coincidentemente, o único samba de parceria de Nelson com Cartola, "Devia ser condenada", era cantado lá no Morro de vez em quando. Em uma das idas de Noel por lá, ele ouviu e gostou.

Eis a história do Noel.


Eis a história do samba.


E eis o samba completo que recebeu elogios de Noel Rosa, na voz do Nelson. A primeira do Nelson e a segunda do Cartola.
Sabe-se lá de qual autoria o Noel ficou sabendo. Se somente do Nelson, enquanto só havia a primeira; Nelson e Cartola; ou Nelson e o outro policial.


Devia ser condenada
(Nelson Cavaquinho / Cartola)

Devia ser condenada ou crucificada pois juraste falso
Beijaste a cruz do Senhor e dissesses que me tinha amor
Quando eu ouço as baladas do sino daquela igrejinha
Julgo-me ainda feliz e que és toda minha
E quando vejo a torre bem alta daquela linda catedral
Fujo da tua amizade infernal

Eu vivo tão magoado
Não sei viver mais ao teu lado
Só peço a Deus que me dê coragem
Eu preciso esquecer
Da tua grande mentira
Que me faz sofrer
(Me faz sofrer)

Só faltou uma parceria Nelson e Noel.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A turma do Estácio

Esse documentário chegou às minhas mão sabe-se lá como. Em alguma transação de troca de arquivo com amigos, provavelmente.

O vídeo tava perdido numa pasta sem muita importância, até que eu resolvi abrir.

Reza a lenda que isso seria uma produção da Rede Globo, num tal Super Sexta que eles tinham nas décadas de 1970 e 80.

No documentário, depoimentos importantes e valiosos de pessoas como Ismael Silva, Bucy Moreira, Raul Marques, Morengueira, Roberto Martins, entre outros que não foram identificados, além de imagens raras de músicos como Doutor e Marçal, o bailado de Bucy e Raul, os versos de improviso de Alcides Malandro Histórico da Portela, a Velha Guarda da Portela, entre outras belezuras.