quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Prêmio Multishow e Prêmio da Música Brasileira

Queria tentar entender a disparidade entre os premiados nesses dois prêmios, que são considerados uns dos melhores prêmios da música brasileira.

Os regulamentos
No Prêmio Multishow, são duas etapas, e o povo é quem sugere os concorrentes e os premiados.
No Prêmio de Música Brasileira (PMB) (que já foi Prêmio Sharp, Prêmio Caras e Prêmio TIM), os concorrentes são indicados pelas gravadoras, ou pelos próprios artistas, enviando os cds, dvds ou mp3, e uma comissão do Prêmio analisa e escolhe os premiados.

Os vencedores estão mais abaixo. Coloquei somente as categorias que se equivalem, já que o PMB tem muita e o Multishow é mais abrangente.

Não encontrei nenhum vencedor igual.

Aí começam os questionamentos (sem respostas, óbvio):
Será mesmo que é o povo quem escolhe no Multishow?
Seriam os jurados do PMB tão alheios ao que acontece no mundo e com um gosto tão diferente do povo, que não enxergam os artistas que foram escolhidos no Multishow?
Quem são esses jurados?
Nenhum resquício de nome igual. Porque tamanha disparidade dos vencedores?
Esse tipo de prêmio realmente premia o melhor, ou é fachada para agradar gregos e troianos?
Eu não confio.

Uma coisa que me deixou muito fulo no PMB, é a categoria especial, para eleger a melhor interpretação de uma música da Dona Yvonne Lara, homenageada deste ano. As interpretações estão disponíveis no Youtube.

Esse era um dos concorrentes (que nem passou da primeira etapa)


Esse foi o vencedor


Percebam que a batida do vencedor, em momento algum, é de samba e ele altera a entonação de algumas palavras. Além do repertório banal.
Enquanto que o primeiro vídeo tem samba, tem respeito ao compositor (no caso, compositora), cantando na entonação correta da música, e tem um repertório maravilhoso!

Juro que eu não consigo vislumbrar o primeiro vídeo não passando da primeira etapa. Muito menos o segundo como vencedor.
Quem são esses jurados?

Infelizmente, é assim: de pouco em pouco, vão deturpando o samba.
Mas eu prefiro brigar, bater o pé, ser radical, pra manter o mínimo de coerência, colocar o pingo no "i" e defender o bom e velho samba, sem interferência, puro, como deve ser.


Os vencedores
Prêmio Multishow
Música: Recomeçar
Revelação: Luan Santana
Cantora: Ana Carolina
Cantor: Samuel Rosa
Grupo: Banda Cine
Melhor álbum: Maria Gadú
Sertanejo: Vitor e Léo
Instrumentista: Rodrigo Tavares

Prêmio de Música Brasileira
Melhor música: Feita na Bahia - Maria Bethânia (na verdade é de Roque Ferreira, mas isso não foi informado no site oficial)
Revelação: Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz
Voto popular
Melhor cantora: Daniela Mercury
Melhor cantor: Juraildes da Cruz
Canção popular
Melhor cantora: Rita Ribeiro
Melhor cantor: Cauby Peixoto
Melhor grupo: Trilogia
Melhor disco: Zeca Baleiro - O coração do homem bomba ao vivo mesmo
Melhor dupla: Zezé Di Camargo e Luciano
Melhor solista: Yamandú Costa


PS.: A Dona Yvonne Lara, do auto dos seus 89 anos, sentada (e pra quem canta, sabe que é mais difícil cantar sentado, por causa do diafragma), ainda bota todo mundo no chinelo.

4 comentários:

Samira Moratti disse...

Infelizmente é assim, Artur: quem tem QI (Quem Indica), dinheiro ou algum tipo de poder sai à frente, pisando nos demais, mesmo que quem é pisado seja bom, muito bom, como você exemplificou.

Quanta gente por ai, e não é só na música, que conhecemos, acabam perdendo oportunidades por não estarem "qualificados" segundo alguns? (esta "qualificação" se encaixaria naquilo que citei acima). Dura, muito dura essa triste realidade que vivemos.

Abs.
Samira

Vinicius Terror disse...

Essa do vídeo foi inacreditável!
Parece que a vida foi em frente e nós, que gostamos da boa musica e do bom samba, simplesmente não vimos que ficamos pra trás...

Daniel Silva disse...

esse prêmio multishow é uma piada, só perde pro vmb. na verdade, isso tudo é um reflexo do "gosto" que grande parte das pessoas hoje tem, infelizmente.

abraço

Anônimo disse...

Triste... sem mais!


Fernandinho