domingo, 26 de outubro de 2008

Choro



Não sou um profundo conhecedor de choro, mas freqüento o meio e sei que pra tocar choro é necessário muito estudo.
O leque de informações musicais que o choro proporciona é muito grande. Comparado com o samba, sem querer desmerecer, um chorão pode acompanhar um sambista facilmente, mas sambista não acompanha chorão com tanta destreza.
São escolas diferentes, mas quem se forma como chorão tem mais portas abertas.

Andei reparando que os músicos de choro de Floripa, onde eu faço a análise, são muito estudados, e estão em constante aprendizado, sempre atualizados. 
Em Florianópolis é fácil encontrar quem acha que entende de samba, mas se for apresentado um grupo qualquer, as pessoas não vão saber se estão tocando bem ou mal, muito menos onde estão errando. (Por isso que o povo continua cantando: "Foi em Diamantina, onde nasceu JK, que a Princesa Leopoldina arresolveu se casá" (Sérgio Porto)).
Com o choro a situação piora. Ninguém se arrisca a dizer que "acha" que entende de choro. É algo muito complexo. Ou se entende, ou não. E é quase impossível encontrar alguém que entenda de choro. Imagina apresentar um grupo de choro pra saber se estão tocando bem ou mal, ou se estão errando.
Já os adianto: eles não erram!
Cada dia que passa eu fico mais impressionado com o conhecimento que eles possuem.

Eu dou moral pros chorões de nossa cidade!
Só pra constar, já que o fato de alguém de Florianópolis dando moral pra alguém de Florianópolis ninguém dá moral, os chorões do Rio de Janeiro e São Paulo também dão moral pro pessoal daqui.


E hoje o povo não canta, porque o choro é somente instrumental. Em sua maioria.

2 comentários:

Anônimo disse...

FAlou tudo concordo nao so pq toco Choro, mas pq isso ja foi comprovado.
Parabens vc esta se tornando a cada dia que passa um profundo e verdadeiro conhecedor da música brasileira principalmente da genuina O CHORO que abriu as portas para todas as outras no Brasil.
bjs

Jorge Jr. disse...

Pra mim tu pegou esse texto no wikipedia. Bem teu tipinho plagiar trabalhos ¬¬

mas é bem real essa parada dos elogios. Aqui não convém elogiar para que o elogiado não coloque o ego na frente dos acordes.

Não sou chorão, conheço duas, três músicas, mas um amigo meu toca muito pandeiro de choro. É um ritmo muito bom de se ver tocar. Não gostei de ouvir, o choro você tem que ver, sentir, comer e beber. Depois cai aquele líquido salgadinho dos olhos e fica tudo bem.

Abraço