quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Avez-vous


Foto: Artur de Bem

Não gosto de fazer homenagems póstumas. 1º - O homenageado, quem deveria ver, não viu. 2º - Parece que é uma coisa obrigada. Mas não deu tempo de fazer uma em vida.


Abelardo Henrique Blumemberg, o Avez-vous, até então o único fundador da Copa Lord vivo. Até então o mais antigo sambista da cidade vivo. Até então ele estava bem de saúde. Até então.

Apesar de ser a única certeza de que temos, ninguém acredita e ficam todos atônitos quando sabem da notícia.
Avez-vous, morreu próximo de seu amigo, Nego Quirido, também fundador da Copa Lord, atropelado, na Avenida Gustavo Richard, paralela à Passarela do Samba, quando ia visitar os carros alegóricos. Os carros estavam recebendo os últimos retoques, já na entrada do Sambódromo. Em um dia de chuva, ele estava sozinho e não utilizou a passarela de pedestres, não se sabe por qual o motivo.

É dia 30 de janeiro de 2008. Neste ano, o desfile das escolas é dia 2 de fevereiro. Faltam 3 dias pro desfile.

Era o sambista local que mais recebeu títulos de campeão do carnaval.
Segundo ele, recebeu mais títulos do que a Copa Lord ou a Protegidos. Isso porque antes de existir a Copa Lord, a Protegidos não disputava com ninguém. Sendo assim, não poderia ganhar nenhuma disputa. Durante um tempo se afastou da Copa e foi para a Protegidos. Ganhou alguns carnavais com a Protegidos, e todos os outros carnavais da Copa Lord.

Avez-vous estava lúcido, tinha uma fala elegante, calma, um vocabulário vasto, discursava baixo para ter atenção.

Sempre foi respeitado. Sempre foi ouvido. Sempre foi. Sempre.
Até pra sempre!


E todos cantam:

Silêncio no Bexiga
(Geraldo Filme)

"Silêncio!
O sambista está dormindo
Ele foi, mas foi sorrindo
A notícia chegou quando anoiteceu
Escolas, eu peço o silêncio de 1 minuto
O Bexiga está de luto
O apito de Pato N'água emudeceu.

Partiu
Não tem placa de bronze, não fica pra história
Sambista de rua morre sem glória
Depois de tanta alegria que ele nos deu

E assim
Um fato se repete de novo
Sambista de rua, artista do povo
E é mais um que foi sem dizer adeus"

4 comentários:

Luana disse...

Lindo adorei mesmo vc da um baile

Anônimo disse...

=')
emocionante
vai ser uma perda mt grande

Anônimo Jorge Jr. disse...

Foda.

Baita samba esse. Quase chorei lendo teus textos, sério mesmo.

Olha a interpretação dessa mulher nessa música...

http://www.youtube.com/watch?v=aljcAlfgSo0

Douglas disse...

não tenho muito o q falar
o fato é q quando recebi a noticia estava ouvindo esse samba:

SILÊNCIO DE UM BAMBA
(Wilson Moreira / Nei Lopes)

A emoção foi geral
Faltava pouco para o Carnaval
No meio de toda euforia
Nossa Escola chorava
Obedecendo a harmonia

A batucada calava
Instrumentos em funeral
Enrolavam a bandeira do samba
Era Silêncio de um Bamba

Foi poeta e foi guerreiro
Foi um Negro verdadeiro
Assentado em seu trono de Rei
Fez do samba a sua lei

Agora está na eternidade
Na avenida da saudade
Esperando a comissão do Astral
Pro julgamento final

A emoção foi geral...