quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Ônibus "lata de sardinha"

A Biguaçú/Emflotur saiu na frente e lançou um ônibus novo. Deve caber cerca de 70 pessoas sentadas. Mas elas não podem ter mais que 1,63m.

O novo ônibus já foi apelidado de “lata de sardinha” e traz problemas também para os idosos, gestantes, obesos e deficientes. Um ônibus normal tem cerca de sete espaços reservados antes da catraca. O novo, quatro, além de uma vasta supressão de espaço. O banco reservado para obesos é largo, mas possui 30 cm de distância da parede da frente, a contar do encosto.

A população do Brasil, e do mundo, está envelhecendo. É notável. Hoje em dia a catraca deve estar quase no meio do ônibus, pra destinar mais espaço pros idosos.

Tanta inovação, e nem há espaço pra pessoas que usam cadeira de rodas.

O ônibus como um todo é compacto, desde a porta de entrada. Os únicos 3 espaços confortáveis são o do motorista, do cobrador e o banco do meio, na última fileira, na cozinha, porque não tem nenhum banco na frente.

Eu não sei o que é pior: andar em pé, com o lotação lotado, ou sentado nesse ônibus.


E o povo continua cantando: "Foi em Diamantina / Onde naisceu JK / Que a Princesa Leopoldina / Arresolveu se casá..." (Sérgio Porto)

Um comentário:

Antonio Jr. disse...

Artur,

eu infelizmente já tive o desprazer de pegar este ônibus! Não é a empresa que eu uso sempre, mas eventualmente eu sou obrigado a pegar ônibus dessa linha. É ridiculo eu entrar nele, ter mais de vinte poltronas vazias, e ter de ficar em pé. Pessoas do meu tamanho sofrem ainda mais, e não só com ônibus desta empresa.