quinta-feira, 23 de novembro de 2006

1º de dezembro !!!

Dia 2 de dezembro Ary Barroso, que sempre exaltou a Bahia sem nunca ter pisado neste solo nordestino, fez sua primeira visita ao que Cabral chamou primeiramente de Porto Seguro.

Querendo homenagear Ary Barroso, um vereador de Salvador entrou com um projeto de lei tornando o dia 2 de dezembro como Dia Nacional do Samba.
Segundo a lenda, isso ocorreu na década de 1960.

Desde então, ocorrem festas em todo o país. Pelo menos onde há reincidência de samba.

Aqui em Florianópolis não é diferente. Pelo terceiro ano consecutivo, o vereador Márcio de Souza, juntamente com a Velha Guarda da Protegidos da Princesa, organizam o evento.
Este ano Guilherme Partideiro, integrante do Número Baixo, será o diretor musical. Nos outros anos os diretores foram Daniel Aranha e Gu, integrande do grupo Katendê.

O evento será dia 1 de dezembro, sexta feira, dividido em 2 locais: Terminal Integrado do Centro (Ticen) e Mercado Público.

No Ticen o evento começa de manhã cedo, cerca de 7 horas, quando o pessoal estiver indo trabalhar. O Grupo Bom Partido será o primeiro grupo a se apresentar, motivando a classe operária.
Perto do meio dia, o Grupo Número Baixo toma o comando do Ticen, animando os que estão em horário de almoço.

A partir das 18:00 começa o evento principal no Mercado Público. O Grupo Número Baixo acompanhará os maiores cantores de Florianópolis: Marú, Maria Helena, Jandira (BP), Vladimir Rosa, Thiago Pixaim, Nenem Maravilha, André Calibrina, Sabará, Jeisson Dias, Rafael Leandro (NB), Marçal do Samba (NB) e Guilherme Partideiro (NB).

Dia 2, que é o Dia Nacional do Samba, muito provavelmente haverá algo de especial no Praça XI.

2 comentários:

Artur disse...

Ah... e eu vou estar trabalhando para o evento!!! :)

Alisson disse...

Tava legal a festa, só achei que parava muito, muito intervalo entre os interpretes....
Mas no contexto geral, estava 10...
Viva o Samba e deixe o Samba te Levar...
Axé



Falow Nermal